sexta-feira, 16 de março de 2012

FPF investiga caso de árbitro 'Boêmio'

A Federação Paulista de Futebol (FPF) está investigando a denúncia realizada pelo Batatais, clube que está disputando a Série A3 do Campeonato Paulista, de que o árbitro José Roberto Marques, que apitou a partida contra a Inter de Bebedouro, no último domingo, estaria supostamende embriagado. 
Apesar do placar favorável ao Fantasma da Mogiana, que venceu a Inter por 5 a 1, a diretoria resolveu denunciar o juiz após ouvir relatos de moradores da cidade de Batatais, onde o jogo foi realizado, de que José Roberto teria passado a madrugada de sábado para domingo em uma boate.

Nesta quinta-feira, o presidente da Comissão de Arbitragem da FPF, Marcos Marinho, viajou para Batatais a fim de investigar o caso e recolher depoimentos.

- Conversando com as pessoas aqui realmente ficou constatado de que ele saiu da nossa conduta interna. A Federação paga pernoite para o árbitro descansar no hotel e não ficar em outros locais. O jogo foi às 10 horas da manhã e ele não poderia estar naquele horário na rua - declarou o presidente ao LANCENET!

Ainda segundo Marinho, o árbitro já está preventivamente suspenso e fora das próximas rodadas. - Até que tudo fique apurado ele está fora da escala. Temos nosso regulamento interno. Vamos analisar o caso e ver o que será feito - finalizou.

Segundo informações do diretor de futebol do Batatais, Luis Antonio de Oliveira, as câmeras de segurança de um posto de combustíveis do centro da cidade registraram o momento em que o árbitro e mais três acompanhantes estiveram no local para comprar bebidas.

- Ele estava muito estranho no jogo. Com brincadeiras e rindo para os jogadores. Ele chegou ao estádio alegando dores de cabeça e pedindo medicamento – disse Antonio Luis de Oliveira.

Em um lance do jogo, o juiz levou parte dos torcedores às gargalhadas. Pouco antes do Fantasma cobrar um escanteio, José Roberto se dirigiu ao gandula, que estava colocando a bola no local da cobrança, com a frase: "Cobra você, cobra você mesmo", segundo relatos de torcedores presentes no jogo.

Procurado pela reportagem do LANCENET!, o juiz não quis se manifestar sobre o ocorrido. - Não quero declarar nada sobre isso. Eu quero primeiro falar com o Coronel Marinho antes de falar algo - comentou José Roberto Marques.

Matéria de Rogério Moroti para o Craque do Futuro do Lance!
Foto: Rogério Moroti

11 comentários:

  1. ZUZUBEM...KKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  2. temos que ficar de olho na arbitragem, com esta denuncia os arbitros podem querer prejudicar o time, sabem como é o corporativismo......

    ResponderExcluir
  3. concordo em gênero, número e grau com o colega acima

    ResponderExcluir
  4. eu acho que o batatais não tinha que relatar nada, ganhamos a partida e pronto, deixa pra lá., agora estamos mais do que nunca nas mãos dos arbitros, infelizmente., olha acho que não vamos classificar. abraços

    ResponderExcluir
  5. Me digam uma só coisa...o que isso soma ao Fantasma!! O cara veio, fez o serviço dele e foi embora...ou 5x1 ainda num tá bão perto das campanhas pífias que vínhamos tendo ???? A não ser que os dirigentes amadores que nós temos aqui sejam subrinhos da madre Tereza de Calcutá !!!!Eu vi da onde eu tava na arquibancada qdo ele brincou com o gandula, e dae, o que que esse coitado fez de tão mal!! Acho que ao invéz de bater em que não fez nada de tão criminoso assim, deveríamos olhar para nós mesmo e revermos nossa forma amadora de conduzir nosso Fantasma !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei interessante a sua maneira de refletir. As pessoas acham fácil motivos para prejudicar. Esquecem que aquele indivíduo fez a tarefa dele e muito bem feita. Gostei do jogo e achei que o batatais jogou fácil e mostrou coletividade. Os arbitros em momento nenhum fez vergonha. Vamos ver quando o clube perder...em quem vamos colocar a desculpa. A que se faz e aqui se paga. O futebol é a sua paixão mas lembre: atrás de um jogador e um arbitro, existe uma pessoa trabalhadora, tem família e tem sentimento.

      Excluir
  6. É POR ISSO QUE O BRASIL É O PAIS DA IMPUNIBILIDADE,SE POVO FOSSE MAIS CONCIENTE DOS SEU DIREITOS,AQUI SERIA O MELHOR PAIS DO MUNDO,TA VENDO O ARBITRO QUE É PAGO PARA FAZER O SEU TRABALHO,E NÃO FAZ,EXPULSA TÉCNICO Q IRÁ A JUGAMENTO,DAR CARTÃO SEM CRITÉRIO,TEM CONDUTA IRRESPONSAVEL.AINDA TEM GENTE DEFENDENDO,AMIGOS ACIMA SE COMPRIMOS COM OS DEVERES DEVEMOS SIM COBRAR OS DIREITOS,POIS SÓ ASSIM SEREMOS RESPEITADOS,JÁ Q DENTRO D CAMPOS OS JOGADORES SE SENTE PROTEGIDOS PELA DIRETORIA.

    ResponderExcluir
  7. TEMOS QUE DENUNCIAR SIM ,POIS É PUNINDO QUEM NÃO TEM RESPONSSABILIDADE E INCOMPETENCIA QUE PODEMOS NOS JULGAR CIDADÃO DE DIREITO E QUANTO AO AMIGO AÍ DE CIMA,VÁ GORAR O TIME ASSIM NA P.Q.P ,SE VC NÃO ACREDITA ,NÃO SE JULGUE UM TORCEDOR, SEJA DO BATATAIS OU QUALQUER OUTRO CLUBE E VAMOS CLASSIFICAR SIM E COM CERTEZA SE CONTINUAR COM ESSTE TRABALHO SÉRIO, ESTAREMOS NA A-2 .

    ResponderExcluir
  8. tudo certo, o debate é interessante, mas convenhamos, estamos no mundo do futebol, cujo controle esta na mão da federaçao e nao nos pes dos atletas, e acima de tudo estamos na Brasil.....
    mas, tudo certo, podemos nao ser prejudicados em nosso campo, mas podemos ser prejudicado no favorecimento dos nossos adversarios......
    e depois nao adianta chorar.......
    tenho medo de nao irmos para a A2, mas tem alguns amigos ai em cima que pensam que isso só depende do esforço da comissao tecnica e jogadoeres.................
    vamos aguardar

    ResponderExcluir
  9. Tem que denunciar sim, a própria FPF solicita dos clubes as informações do que se ocorre na estada destes profissionais nos dias que estão escalados.

    ResponderExcluir
  10. Acho engraçado o postado acima chamando os diretores de amadores, acho que seria ao contrário, se não denunciar ai sim poderiam ser taxados de amadores, em tudo na vida tem que se ter seriedade e principalmente no futebol embora o momento futebolistico esteja em baixa, mas só assim denunciando é que podera estipar do futebol estas pessoas que denigrem a imagem da própria FPF.

    ResponderExcluir