quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Papo de Bola!

Anos atrás a Federação Paulista apresentava o Paulistão como o maior e melhor campeonato do Mundo, hoje chegamos a conclusão que não é nem o maior e muito menos o melhor.

A lambança que foi feita semana passada, as vésperas do início do Paulistão só reflete o que é o futebol brasileiro em geral.

O Ministério Público, muitos dizem que somente para aparecer, colocou e ainda coloca em dúvidas a segurança de quase todos os estádios do interior.

Faltando 3 dias para a bola rolar, com ingressos já vendidos, o MP divulga que 9 dos 20 estádios programados para receber jogos do Paulistão não haviam, ou ainda não tem, condições mínimas de segurança para o público, sendo assim, vetava os jogos.

Dos 11 estádios que restaram para jogar, 10 foram liberados com ressalvas e o único apto 100% para jogos de futebol é a Arena de Barueri, que parece que nem time oficial vai ter mais.

O estranho é que na quarta-feira da semana passada, foi iniciada a Série A2 de São Paulo, e o mais estranho é que o Ministério Público não vetou nenhum dos 20 estádios.

Que isso MP, será que os estádios da primeira divisão não tem condições e os estádios da segundona estão todos OK? Será que o estádio da Barbarense, do CAT, do Grêmio Osasco, Linense e demais são aptos e oferecem total segurança ao público?

Ou será que somente as torcidas da 1ª divisão devem ter segurança nos estádios? Para mim, o que vale para os torcedores que vão ao Morumbi, deveria valer para os que vão no campo do Tanabi ou da Jalesense na 4ª divisão.

Vejam bem! Para jogar o Paulistão, o estádio do clube deve haver 15 mil lugares, estádios como o do Sertãozinho, Oeste e Rio Claro só tem 15 mil, porque foram montadas arquibancadas tubulares em aço, o que não é mais permitido, sendo assim, quer dizer que o estádio não tem 15 mil lugares, pois se descontado os puleiros de circo, estes estádio não cumprem a exigência da FPF.

Sabe o que fizeram torcedor? Simples, isolaram as arquibancadas de puleiro e liberaram o estádio, então quer dizer que, por exemplo, o Fredericão tem, mais não tem 15 mil lugares.

A FPF parece que autorizou a realização de jogos em estádios que estavam vetados pelo MP, que por sua vez diz que irá processar a FPF.

No Scatenão, PM e Bombeiros estiveram presentes e exigiram um balaio de modificações que no meu ver eram e são realmente necessárias, quero esperar mais uma semana para ver se o que foi pedido aqui, será exigido nos estádios que fazem parte da Série A3.

Rogério Moroti

3 comentários:

  1. amigos de batatais esse tau de nogueira treinador de goleiro e um safado e vagabundo ele trabalhou aqui no meu americo i saiu devendo en todos os bares da cidade como vcs leva um treinador de goleiro tao fraco assim

    ResponderExcluir
  2. ele nao sabe nem bater na bola

    ResponderExcluir
  3. e alem de tudo é manco

    ResponderExcluir